Robert Schuman e Jean Monnet durante uma reunião da Assembleia Parlamentar Comum em Estrasburgo (França), em 1958. HAEU, JP 312

Robert Schuman e Jean Monnet durante uma reunião da Assembleia Parlamentar Comum em Estrasburgo (França), em 1958. HAEU, JP 312

 

70 Anos da Declaração Schuman.

2020 A EXPOSIÇÃO..

Declaração Schuman, uma curta mas poderosa proclamação proferida em 9 de maio de 1950 pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Robert Schuman. A declaração, inspirada por Jean Monnet e redigida por Schuman e alguns dos seus mais próximos conselheiros, deu início ao processo de integração europeia e decorre da sua visão para uma produção franco-alemã  de carvão e aço.

Esta iniciativa seria gerida por uma Alta Autoridade comum, no quadro de uma organização aberta à participação de outros países europeus. A Comunidade Europeia do Carvão e do Aço (CECA) foi fundada em 1951 pela Bélgica, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos e Alemanha Ocidental: pela primeira vez, os Estados-nação transferiam alguns direitos soberanos para uma nova instituição  supranacional. 

A Declaração Schuman é um ponto de viragem na história da Europa. As ideias e os conceitos formulados na declaração vieram a ser incorporados nos tratados europeus subsequentes, desde o Tratado de Paris que institui a CECA, em 1951, até ao último, o Tratado de Lisboa, em 2007. Na sua essência, a declaração inclui não só objetivos como a luta pela paz, a superação das rivalidades nacionais e a solidariedade mútua, como também um plano para uma integração mais estreita dos Estados Membros baseada no federalismo. 

 painel paz mundial da exposição

Pode ver aqui a exposição

  • Partilhe