Nove artistas jovens e criativos da Austrália, Bangladesh, Bolívia, Canadá, Irão, Portugal, Tailândia e Estados Unidos ganharam os principais prémios do Concurso Internacional de desenho “Kids 4 Human Rights”, lançada em 2018 pelas Nações Unidas e pela Fundação Gabarron.

Este Concurso é organizado pelo Serviço de Informação das Nações Unidas em Genebra, pela Fundação Gabarron e pelo Gabinete do Alto Comissariado para os Direitos Humanos, enquadrado nas comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Foram recebidas mais de 17.000 inscrições de crianças de todos os continentes.

O júri internacional foi presidido pelo conhecido artista espanhol Cristóbal Gabarrón e incluiu Hani Abbas, um cartunista sírio-palestino que ganhou o Prémio Internacional Cartoon Cartoon de 2014 concedido pela Cartooning for Peace, Kate Gilmore, Sub-Comissária de Direitos Humanos das Nações Unidas, Susanna Griso, a jornalista e apresentadora de televisão espanhola, Jenna Ortega, a jovem atriz norte-americana, Tomas Paredes, Presidente da Associação Espanhola de Críticos de Arte e Jayathma Wickramanayake, enviado especial do Secretário-Geral das Nações Unidas para a Juventude.

Os vencedores foram declarados em três categorias:

  • Na categoria 1 “Um direito humano que sinto fortemente que deve ser defendido”
  • Na categoria 2 “Um defensor dos direitos humanos que admiro”
  • Na categoria 3 “Como posso defender ou promover os direitos humanos”

João Marques, 13 anos, de Cascais, Portugal, ganha o terceiro prémio, na categoria 1, pela sua imagem de duas figuras, uma agachada, procurando proteger-se de uma “chuva” avermelhada, enquanto outra personagem mais definida é protegida por um guarda-chuva deslocando uma chuva de cores para os lados. “At first glance this picture may look simple, but its message is far from simple”. “It is a powerful image of two figures: one powerful and safe, the other insecure. It carries a strong message about inequality and its approach is clear and forceful”, disse o júri.

desenho

As criações dos vencedores farão parte da coleção de arte de um dos primeiros museus do mundo dedicados à arte infantil, criada pela Fundação Gabarrón. Com sede em Valladolid, na Espanha, o Museu de Arte Infantil da Rainha Sofia abriga uma coleção de cerca de 50.000 obras de arte produzidas por crianças de todo o mundo. Uma filial será aberta em Xangai, na China, em 2019.

Consulte AQUI a lista completa dos 70 desenhos.

  • Partilhe