Como se sabe, a política externa não é ditada por sentimentos – pelo que é irrelevante considerá‑la generosa ou cínica –, é suposta defender o interesse nacional, que não deixa de o ser por estar articulado com o de um agrupamento de países. Apenas...

Num mundo digital, em que a alternativa 0.1 absorveu, simplificou ou atenuou as dicotomias tradicionais, que davam colorido ao quotidiano e conteúdo ao pensamento dito sério (o bem e o mal, o justo e o arbitrário, o razoável e o funesto, em suma, o...

Como se sabe, mas convém sempre recordar, em revistas editadas por organismos oficiais os artigos de opinião publicados comprometem apenas os seus autores e não representam o ponto de vista oficial, oficioso ou mesmo diplomaticamente discreto, do...

O PRESENTE NÚMERO da Negócios Estrangeiros (NE) é o primeiro que sai sob a minha responsabilidade. Parte do material publicado estava preparado ou em curso de conclusão quando assumi as funções de Presidente do Instituto Diplomático, em Abril de...

Com a presente edição do Seminário Diplomático 2012, o Instituto Diplomático inicia-se nas publicações em formato digital, assegurando assim uma divulgação mais ampla e célere das orientações nacionais em matéria de política externa. Reunindo...

A 4 e 5 e a 8 e 9 Novembro de 2004, respectivamente, o então recém-criado Centro de Investigação e Desenvolvimento sobre Direito e Sociedade (CEDIS), da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa (uma das unidades públicas de...

  • Partilhe